O Privilégio de termos o Minho
Back to posts

O Privilégio de termos o Minho

Back to posts

O Privilégio de termos o Minho

O Privilégio de termos o Minho

O privilégio de termos o Minho


Portugal é o Minho, para baixo são mouros, dizia um habitante de Vila Nova de Famalicão traduzindo o que sentem muitos dos locais deste cantinho do país. Verdade seja dita que, a portugalidade que podemos encontrar a cada esquina (ou a cada curva) da região, as tradições que se perpetuam nestas cidades e aldeias, os hábitos e costumes que resistem ao avanço das décadas fazem com que, tanto os habitantes como os visitantes do Minho, sintam aqui a mais genuína essência do país, o privilégio que é termos o Minho.

A visita a esta região é obrigatória e há aqui experiências que se têm de fazer pelo menos uma vez na vida. No Minho, a atratividade dos grandes areais e temperaturas do Sul é substituída pela beleza, imponência e frescura das montanhas e Serras que marcam a maior parte da paisagem e oferecem uma riqueza natural que merece ser explorada sem pressas.

O Gerês, as suas cascatas e piscinas naturais

A mais conhecida Serra do Gerês, integrada no Parque Nacional Peneda-Gerês, é uma das consideradas 7 Maravilhas Naturais de Portugal. A Serra onde encontramos a nascente da água Fastio, esconde cascatas paradisíacas onde podemos mergulhar e ficar simplesmente fundidos com a natureza, barragens que deixam vislumbrar os telhados das casas que submergiu quando construída, piscinas naturais, aldeias paradas no tempo e, acima de tudo pessoas que contam o melhor da região e nos proporcionam dias inesquecíveis numa viagem que é obrigatória a todos os portugueses.

Braga dos contrastes

O Gerês faz fronteira, a Sul, com a aquela que é designada como a capital do Minho – Braga. Esta é uma cidade de contrastes: apontada por ser a mais antiga de Portugal (mais de 2000 anos de História) é, simultaneamente, considerada a mais jovem do país e uma das mais jovens da Europa. Tem uma das melhores e mais conhecidas Universidades de Portugal (Universidade do Minho), uma das razões pelas quais atrai tantos jovens enquanto que, por outro lado, apresenta a maior concentração de Igrejas, Capelas e Santuários (mais de 15) sendo, por isso, também conhecida como a cidade dos arcebispos ou a Roma portuguesa. É incontornável a visita ao Santuário do Bom Jesus, Património Mundial da Unesco e a subida pode ser feita pela famosa escadaria que permite fazer exercício que válido para o resto das férias, ou pelo ascensor que foi o primeiro do género a ser construído na Península Ibérica e que é o mais antigo a funcionar no mundo com um sistema de contrapeso de água.

Os símbolos de Portugal em Guimarães e Barcelos

Quem está nesta zona tem obrigatoriamente de visitar as regiões que marcam a imagem de Portugal dentro e fora das fronteiras: o Castelo de Guimarães e a cidade onde nasceu Portugal, e Barcelos, para conhecer o famoso galo que nos representa e conhecer a História por trás do mesmo. Podemos adiantar que trata a intervenção milagrosa de um galo morto que prova a inocência de um homem que foi acusado por engano. Vale a pena conhecer mais e visitar a cerâmica para adquirir um original.

A aldeia dos hobbits e a essência do Minho

Ainda no Minho, fica a aldeia dos hobbits. Não propriamente, com esta designação, mas é assim que nos sentimos quando visitamos Vale de Poldros, em Monção: completamente imersos numa cena do filme do Senhor dos Anéis. Os poucos habitantes, ficam aqui no Verão e partem no Inverno. Aqui encontra-se o maior número de cardenhas (designação dada às casas redondas de granito que serviam essencialmente como abrigo para os pastores e animais) e que são as que nos fazem sentir a viver uma cena deste filme. No Minho encontramos ainda as pontes romanas de Ponta da Barca, as casas senhoriais, conhecidas como solares, de Ponte de Lima, as alheiras de Mirandela, as joias de filigrana tradicionais de Viana do Castelo, Paredes de Coura e a localização incrível do seu famoso festival ou a Vila de Caminha onde tudo se mede às centenas de anos e onde existe um poço de água doce em pleno mar. Há tanto mais para conhecer neste privilégio que é o Minho, onde é verde a paisagem e o vinho, onde se encontra o melhor Bacalhau e que é, de resto, um dos principais centros gastronómicos do país e um dos sítios mais calorosos dos portugueses.

Descubra o Minho e muito mais em www.ferias-em-portugal.pt